Quantidade de Páginas visitadas

HAPPY BIRTHDAY






HAPPY BIRTHDAY



ATIVIDADES REALIZADAS PELOS 6ª ANOS TURMAS A E B, FINALIZOU COM UMA FESTA DE ANIVERSÁRIO PARA OS ALUNOS, COM DIREITO A MESA DE DOCES, BOLOS, SALGADINHOS, BEBIDAS E CAMARIN DE PINTURA.



ORIENTADO PELAS PROFESSORAS: LEILA-INGLÊS, LELIANE-MATEMÁTICA E DAMARIS-ARTE.



Parabéns aos alunos!

Parabéns as professoras que com dedicação e carinho desempenharam seu trabalho!





















































CARDÁPIO DE 7 A 11 DE NOVEMBRO DE 2016






CARDÁPIO DE 17 A 21 DE OUTUBRO DE 2016












CARDÁPIO DO DIA 10 A 14 DE OUTUBRO






ESCOLA 1000






Nosso colégio foi selecionado para participar do programa ESCOLA 1000.













www.educacao.pr.gov.br/modules/noticias/article.php

CARDÁPIO 19 A 23 DE AGOSTO DE 2016






CARDÁPIO DE 29 DE AGOSTO A 2 DE SETEMBRO






PROJETO CIÊNCIAS


















ALUNOS 6º ANO

PROFESSORA LELIANE





PALESTRA SOBRE USO CONSCIENTE REDES SOCIAIS


















OLIMPIADAS 2016






 CONCURSO CARTAZ OLÍMPICO 2016

ALUNOS DO ENSINO INTEGRAL












PROFESSORA: FLÁVIA

DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA
CARDÁPIO DO DIA 22 AO DIA 26 DE AGOSTO






BULLYING






Bullying



















É um ato caracterizado pela violência física e/ou psicológica, de forma intencional e continuada, de um individuo, ou grupo contra outro(s) individuo(s), ou grupo(s), sem motivo claro. A palavra “Bullying” é de origem inglesa.

No Brasil, a palavra “Bullying” é utilizada principalmente em relação aos atos agressivos entre alunos e/ou grupos de alunos nas escolas. Até pouco tempo, o que hoje reconhecemos como Bullying, era visto como fatos isolados, “briguinhas de criança”, e normalmente família e escola não tomavam atitude nenhuma a respeito.

Atualmente o Bullying é reconhecido como problema crônico nas escolas, e com conseqüências sérias, tanto para vítimas, quanto para agressores.

As formas de agressão entre alunos são as mais diversas, como empurrões, pontapés, insultos, espalhar histórias humilhantes, mentiras para implicar a vítima a situações vexatórias, inventar apelidos que ferem a dignidade, captar e difundir imagens (inclusive pela internet), ameaças (enviar mensagens, por exemplo), e a exclusão.

Entre os meninos, os ataques mais comuns são os físicos. Ainda que não efetivada a agressão, os agressores costumam ameaçar, meter medo em suas vítimas.

Já as meninas agressoras costumam espalhar rumores mentirosos, ou ameaçarem e espalharem segredos para causar mal estar.

As ameaças podem vir acompanhadas de extorsão, chantagem para obter dinheiro, sobretudo com alunos de 6ª e 7ª ano.

Tanto vítimas, quanto agressores podem sofrer consequências psicológicas desta situação de abuso, porém o que normalmente acontece, é que todas as atenções dos responsáveis (pais e professores) se voltem para o agressor, visto como um marginal em potencial, e a vítima é esquecida.

O Bullying atrapalha inclusive a aprendizagem, sendo que normalmente os agressores são as crianças com maior porcentagem de reprovação.

Os casos de agressão, que acontecem por um período maior devem ser encaminhadas para atendimento psicológico.



Professora Eliana Chaves

Disciplina: Dança



Fonte:

http://www.infoescola.com/sociologia/bullying-na-escola/. Acesso: 09/08/2016
ASSEMBLÉIA GERAL SOBRE PROJETO ESCOLA 1000






CARDÁPIO DO DIA 15 AO DIA 19 DE AGOSTO






CARDÁPIO DO DIA 08 AO 12 DE AGOSTO DE 2016














Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito